M.e.M.e.M – Música Eletrônica Mitigante Experimental para a Mocidade

(2019)

[Performance]

Vitor Kisil e DeCo Nascimento

MeMeM
MeMeM
press to zoom

Em 1964, o compositor norte americano Raymond Scott criou uma obra sonora divida em três volumes intitulada Soothing Sounds for Baby. As composições minimalistas de Scott  foram lançadas em colaboração com o Instituto Gesell de Desenvolvimento Humano, com a intenção de embalar e ninar crianças de um a dezoito meses. A coleção foi divida em três partes, separando cada volume por fases, sendo o primeiro volume para infantes de um a seis meses; o segundo de seis a doze meses e o terceiro para crianças de doze a dezoito meses.

As pioneiras composições de Raymond Scott foram criadas com o Electronium e o Clavivox e se tornavam mais complexas a cada volume, passando dos sons simples  e adequados a tenra idade até a criação de elementos rítmicos mais complexos com o intuito de acompanhar o desenvolvimento infantil.

Influenciados pelo trabalho desenvolvido em Soothing Sounds for Baby, os compositores e artistas sonoros DeCo Nascimento e Vitor Kisil, propuseram para o evento de Ativações Artísticas da Exposição Sons de Silício a performance “M.e.M.e.M – Música Eletrônica Mitigante Experimental para a Mocidade”: uma peça dividida em três partes utilizando sintetizadores analógicos e digitais como matéria prima para a criação sonora experimental para ser vivenciada em família.

O objetivo dos artistas foi explorar distintas sonoridades provenientes da investigação das relações entre sons, espaço e ferramentas tecnológicas, visando apresentar uma alternativa de experiência sonora e musical para crianças, público usualmente desconsiderado em apresentações de música eletrônica e experimental.

Os sons da performance são decorrentes de estudos sobre a manipulação e modelagem de síntese sonora e também do processamento de amostras sonoras e de instrumentos musicais acústicos, tanto tradicionais quanto alternativos e experimentais.

Com esta proposta buscamos: estimular uma aproximação das crianças com a arte sonora e a música eletroacústica experimental; promover a importância da vivência e compreensão dos sons eletrônicos como parte do processo de aprendizagem; e, também, oferecer para as famílias uma alternativa ao comércio cultural vigente sobre as práticas e escutas musicais infantis.